Saúde e Bem-Estar | 27/12/2017 - 11:04

Veja uma lista de 4 nutrientes que ajudam a prevenir doenças degenerativas e em que alimentos encontrá-los

Foto: Pixabay

Autor: Da Redação


Nós somos o que comemos. Isso é fato! Planejar uma dieta ou mesmo adotar um estilo de vida com uma alimentação mais saudável não pode passar apenas por definir o que tem um gosto melhor na boca. Os alimentos têm seus nutrientes e é importante se certificar de que você está ingerindo a quantidade adequada de cada um deles. Confira a lista preparada pelo GO! de quatro nutrientes essenciais para previnir doenças degenerativas e onde encontrá-los

1. Ômega-3

Eles também são conhecidos por serem a base da dieta mediterrânea que faz bem ao coração, contudo, evidências recentes sugerem que eles também podem diminuir o risco de doença de Alzheimer.

Comer peixes 'gordurosos' como o salmão, arenque ou o atum branco uma vez por semana pode retardar o declínio cognitivo em até 10%. Além disso, o ômega-3 de todas as variedades - incluindo os encontrados em nozes, linhaça e azeite - são úteis contra inflamações, o que pode contribuir parao acúmulo de proteínas no cérebro e consequentemente reduzir o risco de doenças degenerativas.

2. Vitaminas C e E

Alimentos que contêm antioxidantes neutralizam os radicais livres (moléculas de nosso corpo que em excesso desencadeiam doenças crônicas, como câncer e Alzheimer). E é justamente por esse benefício que pimentões vermelhos, laranja, brócolis e morangos (vitamina C) e azeite e as amêndoas (vitamina E) estão nesta lista!

3.Flavonóides

Os flavonóides são outras substâncias que também se enquadram na categoria antioxidante. Eles incluem maçãs, mirtilos e outras frutas vermelhas, aspargos, couves, repolho, cebolas, ervilhas, espinafre, entre outros.

4. Folato

Os médicos sabem há anos que a deficiência de certas vitaminas B, particularmente folato, pode dificultar algumas tarefas cognitivas. Novas evidências mostram que mesmo os níveis ligeiramente baixos podem ter um efeito semelhante no cérebro. Isso porque o folato, juntamente com as vitaminas B6 e B12, têm papel fundamental no nosso organismo. A falta deles prejudica a função cerebral e pode aumentar drasticamente o risco de uma pessoa desenvolver a doença de Alzheimer (bem como problemas cardíacos). A boa notícia é que o folato de alimentos, como vegetais escuros (espinafre, aspargos, acabates, alfaces) podem diminuir o declínio cognitivo.

Voltar